Thiago Linhares - NEURO.jpg

Seja meu parceiro

 

5 dicas para escolher um psicólogo pela Internet

Quase todo mundo tem um amigo ou familiar que já buscou ajuda profissional com um psicólogo, seja para um aconselhamento, uma orientação de carreira, em razão de uma psicopatologia, ou mesmo para melhorar seu autoconhecimento. Deste modo, você pode questionar sobre o terapeuta em questão, ou mesmo, pedir uma indicação para este profissional, através do seu conhecido. Caso você não conheça alguém que já tenha feito uso de serviços psicológicos, ou prefira buscar por conta própria, há três maneiras simples de começar uma busca: entrar em contato com sua operadora de plano de saúde (caso possua), com locais que fazem atendimento social em psicologia, ou realizar uma busca de profissionais pela Internet.

 

1 Faça uma busca online

Em tempos digitais é bem comum que haja uma grande diversidade de profissionais cadastrados na grande rede, seja em sites agrupadores de profissionais de saúde, de clínicas multiprofissionais ou próprios. Através de buscadores como o Google ou o Bing, você facilmente encontrará utilizando as palavras-chave correspondentes à sua necessidade.

 

2 Escolha as palavras-chave corretas

Algumas variáveis devem ser levadas em consideração ao buscar um psicólogo online. Primeiramente, observe a razão que faz com que você esteja em busca de um profissional de psicologia. É importante que você saiba quais motivos, para tentar encontrar um profissional que esteja alinhado às suas necessidades. Observe também outros fatores que possam ser relevantes para você, como local de atendimento, disponibilidade de horários, distância da sua residência, escola, faculdade ou trabalho, facilidade de acesso, tempo de experiência, valor cobrado pelos serviços, referencial teórico, campo de trabalho do profissional, afiliações profissionais, avaliações recebidas pelo mesmo, etc.

 

3 Entre em contato

Verifique os meios de contato que o psicólogo de sua escolha disponibiliza, e não hesite em entrar em contato e fazer algumas perguntas para ajudá-lo na decisão. Ao falar com o profissional, explique brevemente os motivos pelos quais você está buscando atendimento psicológico. Aproveite e faça algumas perguntas, para auxiliar no seu processo de tomada de decisão. É interessante perguntar onde o profissional concluiu sua formação (para ter certeza de ser uma faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação), se possui especializações e em quais áreas estas foram feitas, se já atendeu pacientes com demandas semelhantes a sua (há profissionais com maior afinidade e habilidade técnica para atender determinadas situações clínicas), qual sua abordagem de trabalho (a psicologia possui diversas escolas teóricas diferentes, cada uma com sua práxis terapêutica), e se o profissional é registrado em seu Conselho de classe (CRP).

 

4 Verifique o registro profissional

Por fim, antes mesmo de fazer seu agendamento, não esqueça de verificar se o profissional é registrado em seu conselho de classe, mesmo que ele tenha afirmado isso. A psicologia é uma profissão regulamentada pela Lei 4119/62 e tem na Lei 5766/71 a criação do Conselho Federal e dos Conselhos Estaduais de Psicologia, preconizando que todo profissional da psicologia deverá estar inscrito junto ao Conselho Regional de Psicologia do seu estado. Clique para descobrir quais psicólogos inscritos estão ativos no Estado do Maranhão, de acordo com o CRP/MA, ou entre em contato diretamente com o órgão pelo telefone (98) 3227-0556. Caso você perceba que o profissional não está registrado, denuncie à Comissão de Orientação e Fiscalização, através do e-mail: cof@crpma.org.br.

 

5 Experimente

Após o agendamento com o profissional escolhido pela Internet, você terá oportunidade de conhecê-lo pessoalmente e perceber se há adequação, afinidade e se ele apresenta uma postura empática. Lembre-se que o profissional de psicologia não está lá para ser seu melhor amigo. É um profissional da saúde, que vai utilizar técnicas para auxiliá-lo em sua demanda. Portanto, busque alguém que passe confiança e com quem você sinta segurança em trabalhar suas questões. Tenha coragem e esteja aberto a perceber e receber a riqueza do processo terapêutico!

 

 

 

Por: Thiago Linhares

Psicólogo CRP 22/1834

Especialista em Neuropsicologia

 

 

Todos os artigos disponibilizados neste site poderão ser reproduzidos e distribuídos com propósito não comercial, desde que os créditos sejam dados ao autor. Reproduções eletrônicas são permitidas, mas devem linkar o artigo original desta página.

"A mente é um fogo a ser aceso, não um vaso a preencher."

 

Plutarco - Filósofo