Thiago Linhares - NEURO.jpg

Seja meu parceiro

 

Quais são as áreas de atuação da neuropsicologia?

Por ser uma área bem recente da psicologia e que atua em interface com outras áreas como a neurologia, a fonoaudiologia, a terapia ocupacional e a psicopedagogia, por exemplo, muitos pacientes chegam ao consultório sem saber exatamente o que é a neuropsicologia e quais são as suas áreas de atuação. Então, vamos aprender um pouco sobre esse ramo das neurociências?

 

O que é a neuropsicologia?

O dicionário Merriam-Webster (2019) define a neuropsicologia como uma ciência preocupada com a integração das observações psicológicas do comportamento e da mente com as observações neurológicas do cérebro e do sistema nervoso.

 

Ou seja, a neuropsicologia pode ser entendida como um campo da psicologia que busca compreender as relações entre as estruturas e sistemas cerebrais e o funcionamento cognitivo e comportamental do sujeito. O profissional desta área busca o entendimento destas conexões, partindo do princípio de que o funcionamento cognitivo e comportamental é indissociável da fisiologia humana.

 

Para Hasse et al. (2012, p. 3), “entre as funções neuropsicológicas estão atenção, percepção, orientação, orientação autopsíquica, temporal e espacial, linguagem oral e escrita, memória, aprendizagem, funções motoras, praxias, raciocínio, cálculos e funções executivas”.

 

Quais são as áreas da neuropsicologia?

Dentre as variadas atividades que a neuropsicologia oferece, há três principais áreas de atuação: a neuropsicologia cognitiva, a reabilitação neuropsicológica e a pesquisa. Vamos conhecer um pouco delas?

 

A neuropsicologia cognitiva tem por principal objetivo a busca da identificação de funções preservadas e déficits funcionais nos aspectos cognitivos do indivíduo. O neuropsicólogo que atua nesta área utiliza de diversos instrumentos e técnicas para buscar compreender o funcionamento do sujeito, buscando avaliá-lo com fins de suporte diagnóstico. Embora atuem na avaliação e na identificação de hipóteses diagnósticas, estes profissionais não tratam ou conduzem intervenções diretas nos pacientes.

 

A reabilitação neuropsicológica, por sua vez, atua na assistência e tratamento dos pacientes com alguma disfunção neuropsicológica, em virtude de traumas cerebrais, tumores, AVCs/AVEs (derrames), doenças, problemas no desenvolvimento, de aprendizagem, ou outras condições neurológicas. Estes profissionais atuam muitas vezes em equipes multidisciplinares, conduzindo técnicas, estratégias e atividades para estimulação de uma ou mais funções cognitivas. Comumente, o paciente passa primeiro por um processo de avaliação neuropsicológica com um neuropsicólogo cognitivo antes de ser conduzido à reabilitação.

Há, ainda, neuropsicólogos que atuam no desenvolvimento de pesquisas. Boa parte destes profissionais está vinculado a instituições de ensino superior, como faculdades e universidades, trabalhando para desenvolver a neuropsicologia através do tripé ensino, pesquisa e extensão. Entretanto, há também profissionais que se dedicam ao desenvolvimento e validação de instrumentos de testagem e à pesquisa experimental, que podem atuar em outras áreas, como em editoras, hospitais e laboratórios da iniciativa privada.

 

E então, deu para entender um pouquinho? Acompanhe meu blog e descubra outros conteúdos sobre psicologia, neuropsicologia e comportamento humano.

 

Se precisar de serviços em neuropsicologia cognitiva, estou à disposição. Atendo em São Luís / MA, no Centro Empresarial Pátio Jardins, com horários marcados mediante disponibilidade de agenda. Marque um horário comigo através do WhatsApp (98) 98893-5058.

 

   

Por: Thiago Linhares
Psicólogo CRP 22/1834

Especialista em Neuropsicologia

 

 

Referências

 

Haase, V. G., Sales, J. F., Miranda, M. C., Malloy-Diniz, L., Abreu, N., Argollo, N., Mansur, L. L., Parente, M. A. P., Fonseca, R. P., Mattos, P., Landeira-Fernandez, J., Caixeta, L. F., Nitrini, R., Caramelli, P., Teixeira, A. L. Jr., Grassi-Oliveira, R., Kristensen, C. H., Brandão, L.., Silva, H. C. F., Silva, A. G., Bueno, O. F. A. (2012). Neuropsicologia como ciência interdisciplinar: consenso da comunidade brasileira de pesquisadores/clínicos em neuropsicologia. Revista Neuropsicologia Latinoamericana, 4 (4), 1-8.

Neuropsicologia. (2019).  Dicionário online Merriam-Webster. Disponível em: http://www.merriam-webster.com. Acesso em 14 de julho de 2019.

 

 

Todos os artigos disponibilizados neste site poderão ser reproduzidos e distribuídos com propósito não comercial, desde que os créditos sejam dados ao autor. Reproduções eletrônicas são permitidas, mas devem linkar o artigo original desta página.

"Há muitas maneiras de você se fortalecer, e às vezes falar é a melhor delas."

 

André Agassi - Tenista